Decorar por onde começar? Dicas Planejamento e Organização

Atualizado: Mar 4


Decorar - Por onde começar

Decorar um ambiente é o desejo de muitas pessoas que adquirem um novo imóvel, e também daquelas que já possuem uma casa ou um apartamento, e querem transformar o ambiente em que vivem. No entanto, todos nós sabemos que decorar não é tão simples quanto parece. Algumas vezes, mesmo olhando em revistas de decoração, acabamos criando um ambiente pesado, impessoal, fora de moda ou "cafona". (Foto Internet)


Decorar um ambiente é muito mais do que torná-lo chique ou elegante antes de tudo é preciso entender e analisar os objetivos e as necessidades a serem supridas para que a decoração tenha significado, tornando um reflexo do que somos e gostamos.


Decorar também exige uma série de conhecimentos e regras, padrões de medidas, cores, texturas e disposições, que auxiliam na funcionalidade de cada ambiente melhorando a qualidade de vida das pessoas que ali vivem.


Para auxiliá-lo nesse processo sobre o que se deseja para conseguir uma boa decoração no seu ambiente, seguem algumas dicas bem simples que podem ajuda-los a atender seus desejos e objetivos.


Abaixo segue um arquivo para baixar com algumas perguntas que você pode responder para entender melhor seus objetivos e desejos para acertar na sua decoração.


Entendendo o seu objetivo


Como já dissemos anteriormente, decorar não é preocupar-se com modismos, com ornamentação. Decorar é a busca por um ambiente aconchegante, que temos vontade de estar e no qual nos sentimos confortáveis e felizes. Isso significa que não são os móveis e os objetos caros e refinados que tornam uma casa bonita e interessante, tampouco o tamanho de um imóvel, e, sim, a combinação de diversos elementos e cores que transpareçam quem somos e o que sentimos.


Por isso, a melhor maneira de começar uma decoração é refletindo quem somos, o que sentimos e o que gostamos de fazer em nossa casa. Por exemplo, se você gosta muito de ler na sala, então o que não pode faltar nela é um espaço para a leitura, não é mesmo? Ou ainda, se você gosta muito de cozinhar, o melhor a fazer é focar-se na cozinha e na sala de jantar, certo?


Sendo assim, pense primeiro no que mais gosta de fazer em sua casa, pois esse vai ser o seu objetivo principal na decoração. Depois, reflita o que gosta de fazer em cada cômodo.


Definindo Prioridades - Vontades ou Necessidades!!


Depois de refletir sobre o que se deseja em cada cômodo, você já terá uma noção de quais são os cantos da casa que você mais gosta, e quais são suas atividades e rotina do lar. Isso significa que agora você pode estabelecer as prioridades da sua decoração, por exemplo, uma lista que privilegie os cômodos que você mais gosta, ou que tenham mais problemas, por ordem de importância. Feito isso, você pode definir como gostaria de mudar esse ambiente. Por exemplo, se você escolheu decorar a sua sala, você deve pensar no que precisa ser feito primeiro, de acordo com as suas necessidades e objetivos.


Entender claramente suas necessidades e desejos são muito importantes para que seja possível planejar com maior riqueza de detalhes a sua decoração e o orçamento que vai disponibilizar para isso. Por exemplo, às vezes mudar um ambiente significa apenas trocar os móveis de lugar, ou mudar a cor da casa, ou pintar uma das paredes, mas, às vezes, mudar uma decoração significa trocar os móveis e eletrodomésticos da casa.


Assim, decorar a casa pode significar montantes dispendiosos ou não, dependendo apenas do seu objetivo, que precisa estar muito bem delimitado para evitar perdas econômicas consideráveis. E, também, para evitar a criação de um outro problema: ter mais coisas em um ambiente do que ele realmente necessita.


Sobre a Decoração


Depois de entender seus objetivos, vontades e necessidades é sempre bom fazer algumas pesquisas e observações sobre o assunto, para ter mais confiança em dar os primeiros passos e ousar. (Foto Internet)

Pesquisa sobre decoração e tendências

Pesquise sobre diversos estilos decorativos e paletas de cores e marque o que agrada a você, visite casas de construção, lojas de móveis e decoração, feiras de artesanato e antiguidades, showrooms, casas de tintas e casas de pessoas cuja o ambiente você admira por algum motivo.


Anote em um papel os elementos que mais gostou, os valores e as associações. Depois, reflita sobre o motivo pelo qual gostou dessas peças, leia revistas e livros sobre o assunto, fique por dentro das tendências e estilos. Observe, nas imagens desses materiais, como se formam a composição dos ambientes, se você se sentiria confortável com determinada iluminação que você se interessou, se determinada disposição dos móveis seria útil para suas necessidades.


Repare em detalhes, às vezes o que faz a diferença em alguns lugares não são os móveis ou as cores, mas o tipo de luminária, os adereços em um aparador. Lembre-se de que quando falamos em decoração, estamos falando de tudo o que compõe uma casa.


Analisando a casa


Depois de ter feito todas as analises informadas acima é importante conhecer a realidade de sua casa e para isso você precisa colocar algumas informações no papel, como medidas, cores, móveis, objetos de decoração etc. Você precisa saber tudo o que tem na sua casa e como ela funciona.


Meça todas as paredes de todos os cômodos da casa. Em seguida, anote em um papel. Uma dica importante aqui é fazer um desenho de sua casa. Para isso, faça um desenho com escala, passando as medidas de sua casa para o desenho. Coloque nesse desenho a disposição dos móveis, mantendo também a medida proporcional deles. Para não precisar fazer muitos desenhos, você pode recortar pedaços dos jornais com as medidas dos móveis e colocá-los sobre o desenho da casa


Meça janelas, portas e batentes. Marque também colunas, interruptores e outros elementos relevantes de sua casa e que podem atrapalhar na hora de decorar;


Observe como funciona a movimentação no seu lar. Veja onde existe mais circulação em cada cômodo, se as pessoas tropeçam com frequência em algum móvel, se elas precisam desviar o percurso para atingir um outro cômodo da casa etc;


Descubra qual é o elemento-chave de cada cômodo: uma poltrona ousada, uma grande janela, um sofá de couro, uma coluna etc. Será a partir desse elemento destaque que você vai começar a decoração do espaço.


Faça uma lista dos móveis e objetos que possui. Tendo esse conhecimento sobre o seu espaço, e mais os que adquiriu em seus estudos e reflexões, você estará pronto para começar o planejamento de sua decoração.


Planejamento e Organização


O planejamento e a organização, quando aliados às questões financeiras, como a aquisição de algum bem, devem ser mais cuidadosos, pois uma aquisição mal pensada pode causar prejuízos financeiros, causar efeitos indesejados, comprometer o nosso orçamento e elevar as dívidas. Além disso, pode trazer sensações de frustração e insatisfação.

Decorar por onde começar - Planejamento e organização

Neste sentido, quando pensar em decorar sua casa, você precisa saber quanto pode dispor de tempo e dinheiro para isso, pois as escolhas dos itens de decoração normalmente são feitas em relação a esses fatores. É bastante comum que ocorram atrasos e imprevistos, assim como a necessidade de mais dinheiro do que o calculado.


Por exemplo, às vezes vamos apenas pintar uma parede e descobrimos que existe um problema de vazamento na casa e por isso suas paredes estão úmidas e emboloradas. Por isso, seja contido(a) na hora de se planejar. Não é porque você trocou a torneira do seu banheiro, que você precisa trocar a pia e a louça do vaso.


Fique atento com esse tipo de postura, pois ela quase sempre nos traz problemas de ordem financeira. Lembre-se que você passou bastante tempo refletindo sobre o que deveria ser feito em sua casa, portanto, se esse item não apareceu até agora é porque ele não é de fato relevante para essa reforma.


Organização do Tempo


Quando falamos da importância do tempo na decoração, estamos pensando no bem-estar de quem estará vivendo esse momento. Entre os inúmeros exemplos em que o tempo se configura essencial nesse aspecto, destacamos dois:


Reforma na casa: reformar uma casa pode levar dias ou meses. Nesse meio tempo, você talvez não consiga cozinhar em casa, ou trabalhar no seu Home Office. Se você for alérgico a poeira, pode ser, que precise se ausentar da casa nos dias de maior bagunça. Por isso, planejar é antecipar-se a esse tipo de incômodo e se programar para eventuais problemas;


Escolha do mobiliário e dos objetos ornamentais: para escolher os móveis, você vai precisar de tempo para pesquisar lojas e revistas, investigar preços, escolher as melhores condições de pagamentos etc. O mesmo acontecerá com os objetos de decoração, como luminárias, tapetes, almofadas, cortinas, entre outros.


Defina sempre as etapas e a ordem em que quer as coisas sejam realizadas. Isso evita estresse e problemas estruturais que podem gerar mais tempo, mais dinheiro, menos qualidade de vida e confusão, o que dificulta ainda mais a administração da sua casa.

Primeiros passos para começar a decorar Defina as etapas e ordem

Comece pelas ações que dão mais trabalho e/ou fazem mais sujeira, por exemplo, troca de forro e piso. E deixe por último as ações menos problemáticas, como colocação de cortinas.


Definindo Orçamento


Decorar pode ser algo barato ou muito caro, como já dissemos anteriormente. Se você apenas adicionar capas novas em suas almofadas, pode ser que não precise refletir tanto a respeito dos gastos financeiros de sua decoração.


No entanto, se resolver trocar o sofá e a cama, é bem provável que você tenha que estruturar seus gastos para isso. Já se você reformar a sua casa, pode ser que seja necessário programar-se financeiramente por alguns meses, visto que é necessário, além da compra do material, contratar a mão de obra para realizar o serviço, como pedreiros, eletricistas e pintores.


Por isso, o melhor a fazer é pegar uma calculadora, o extrato do banco, o seu caderninho e fazer as contas.

Decorar Por onde Começar- Orçamento

Para saber o que você pode ou não gastar, você vai precisar fazer dois tipos de cálculo: O primeiro deles é o cálculo dos seus gastos mensais, ou seja, se você pode gastar dinheiro com a decoração da casa nesse momento, e se esse dinheiro não comprometerá o pagamento de outras contas, como financiamentos, mensalidade da escola, conta de telefone ou cartão de crédito. O segundo cálculo diz respeito ao que você selecionou como prioridades na decoração, ou seja, se escolheu trocar apenas as cores das paredes, se desejou uma poltrona com design, se quis derrubar uma parede para ampliar a cozinha etc.


Lembre-se que você já pesquisou os móveis, indicou os que gostou, bem como selecionou quais seriam suas prioridades na casa.


Nessa etapa do orçamento, você também vai decidir se vale a pena parcelar os gastos, em quantas vezes parcelará, se pagará à vista etc. Tenha em mente, principalmente, o que realmente deve ser feito em sua casa e respeite sempre o limite do seu bolso e do seu planejamento.


Faça download do arquivo e responda as perguntas para ajudar a entender melhor seus objetivos e desejos na hora de decorar.

Perguntas para ajudar a entender melhor
.
Download • 107KB

E então já sabe quais seus objetivos e desejos para decorar seu ambiente? Espero ter ajudado!


Deixa as respostas ou dúvidas se houver nos comentários!!