Tipos de tintas e quais ambientes são mais adequados.

Atualizado: Ago 10

As tintas são os revestimentos mais usados para colorir paredes e dar acabamento agradável, sem gastar muito. No entanto, é preciso estar atento ao fato de que cada superfície de um cômodo pode exigir um tipo de tinta. Por exemplo, cozinhas, banheiros e áreas externas da casa, que costumam sujar com mais frequência, necessitam de uma tinta que possa ser lavada. Por isso, vamos ver alguns tipos de tintas e em quais lugares são mais adequados.


Veja aqui como as cores podem mudar o ambiente e transmitir boas sensações ou sensação não muito agradável.

LATEX PVA: É ideal para ambiente interno e seco. Entre as suas maiores vantagens estão a sua alta adesividade, preço acessível, facilidade de manuseio, secagem rápida. O látex é bem aceito pelas mais diversas superfícies, como reboco, massa corrida, gesso, fibrocimento, madeira e alvenaria.

Adicionalmente, respingos e outros incidentes durante a aplicação podem ser facilmente removidos. A tinta látex mofa e pipoca facilmente quando exposta a umidade e a mudanças climáticas. Por isso seu uso é mais indicado para ambiente interno e seco.


Suas maiores desvantagens são a porosidade e permeabilidade. Estas características fazem com que as superfícies acumulem sujeira e se desgastem facilmente quando submetidas ao atrito a limpeza. Portanto a sua aplicação não é indicada em superfícies expostas ao contato como móveis, portas ou corrimãos.


O processo de repintura de paredes em bom estado é mais simples, incluindo o lixamento, limpeza com pano úmido e a aplicação direta de tinta.


TINTA ACRÍLICA: Possui resina acrílica em sua fórmula sendo resistente a umidade, tendo boa aderência e isso possibilita a lavagem de superfícies e faz com que ela seja eficaz para ambientes externos ou úmidos.


Sua natureza mais elástica lhe permite expandir tornando-a mais resistente à desgastes resultantes das mudanças climáticas (temperatura, umidade, exposição ao sol, vento e chuva).


Além de fosco, tintas acrílicas também são comercializadas em acabamentos semi-brilho e acetinado. As variações com estes acabamentos possuem maior resistência à aderência de sujeira, pois elas possuem uma camada de baixa porosidade em sua superfície. O acabamento fosco possui boa aderência quando aplicada sobre concreto, fibrocimento, reboco, massa acrílica, gesso, madeira, bloco de betão, estuque, tapume de alumínio e texturas variadas.


Recomenda-se a preparação de novas paredes com massa e selador acrílico, para economizar material e garantir maior aderência. Entre suas desvantagens estão o seu