Revestimentos - Quais os tipos vantagens e desvantagens

Atualizado: 16 de fev.

Reformar é muito bom (apesar de alguns percalços no meio do caminho rsrsr), porém quando chegamos ao resultado, e a reforma é finalizada a satisfação é completa, não é mesmo?? Mas e quando resolvemos trocar e/ou incluir novos revestimentos na reforma, vamos na loja e vimos aquela infinidade de opções que nos deixa perdidos sem saber por onde começar!! pois é, isso aconteceu comigo e na ocasião eu nem conhecia direito sobre revestimentos que podem ser de parede ou pisos.


Por isso para ajudar nesse momento maravilhoso e tenso rsrs ao mesmo tempo, reuni nesse post alguns dos tipos de revestimentos (parede, chão) para ajuda na escolha e decisão.


Um ponto importante antes da decisão é analisar o ambiente a ser instalado se será de alto ou baixo trafego, pois os pisos são agredidos diariamente por calçados, móveis, brinquedos, produtos de limpeza, dentre outros objetos. Uma classificação bastante importante na escolha do piso é a resistência a abrasão superficial e para tal, temos o PEI – Porcelain Enamel Institute, em português, Instituto de Esmalte para Porcelana. que estabelece o desgaste que a peça pode suportar diante do tráfego de pessoas e do contato com objetos. Varia de 0 a 5, sendo o 5 mais resistente ao desgaste. Ele é especificado na fabricação e deve ser exposto próximo a placa nas lojas de materiais de construção, caso não seja, pergunte ao vendedor.


Quadro descritivo com índice de esmalte do menos ao mais resistente. Quanto maior o PEI, maior a resistência a abrasão.


PISO DE CERÂMICA

Os pisos de cerâmica podem ser lisos ou texturizados. Muitos imitam outros materiais, mas nem sempre são fiéis. Pisos de cerâmica ou piso frio é uma das opções mais baratas para revestir o chão, apesar de a produção estar em desaceleração, com o barateamento do porcelanato. Mesmo assim, ainda é grande a oferta no mercado.


Desvantagens: Não é muito resistente e pode lascar. Como a produção está diminuindo, nem sempre é possível encontrar modelos antigos em lojas de material de construção. O rejunte também pode ser um problema, por ficar facilmente encardido.


Vantagens: Não mancha é mais barato. Pode ser usado em todos os cômodos da casa, ainda que para quartos seja menos indicado porque pode ajudar a esfriar o cômodo. Tem modelos foscos, esmaltados, lisos, com ranhuras, marmorizados, que imitam madeira, pedras, mosaicos ou tijolos. Mas tais imitações não costumam ser muito convincente.


PASTILHA CERÂMICA

As pastilhas de cerâmica podem ter vários acabamentos, brilhante ou rústico. Assim como as pastilhas de vidro, as de cerâmica devem ser assentadas com cuidado, ainda que sejam maiores (de 2 cm x 2 cm até 12 cm x 12 cm). Normalmente são usadas em piscinas e outras áreas molhadas. No piso, é importante que a área não tenha circulação intensa.


Desvantagens: Tem variação entre a cor de uma pastilha para outra, porque cada fornada resulta numa cor diferente. E, como é cerâmica, pode lascar e perder a cobertura colorida. O rejunte pode ficar encardido, o que será um problema aos mais preocupados com limpeza.


Vantagens: Tem muitas cores e diversos acabamentos: esmaltadas, foscas, desbotadas, rústicas. Pode ser usada sozinha ou em composição com outros tipos de pisos. (Foto Internet)


PASTILHA DE VIDRO

O vidrotil é mais bonito que a pastilha de vidro, mas pode cortar o pé se não for bem assentado. Tem dois tipos: as de vidro e as que são feitas de uma massa chamada vidrotil. As primeiras são mais regulares e de acabamento arredondado. As de vidrotil ganham pigmentação na própria massa e seu corte é feito manualmente, por isso as arestas são um pouco irregulares. Quando desgastadas, não ficam feias. Nos dois casos, como são muito pequenas (normalmente 2 cm x 2 cm, mas vêm em placas de 30 cm x 30 cm), seu assentamento deve ser caprichado, senão ficará desnivelado. Usualmente é colocada em áreas molhadas (banheiro, cozinha e área de serviço), em paredes ou em forma de faixas decorativas. Fica muito bonita no piso – mas cuidado: o vidrotil, por exemplo, pode cortar o pé se for mal assentado.


Desvantagens: As pastilhas precisam de muito rejunte, o que acumula sujeira. Existem rejuntes coloridos, mas, se ele for claro, fica encardido do mesmo jeito. As pastilhas de vidro riscam e ficam opacas com o tempo. As pastilhas de vidro podem riscar, mas seu formato é mais regular


Vantagens: As pastilhas importadas da China são mais baratas. Apesar de o vidrotil ser mais oneroso, tem maior durabilidade. Como existe uma variedade muito grande de cores, é possível fazer mosaicos e degradês. (Foto Internet)


PORCELANATO

O porcelanato é um tipo de revestimento resistente e muito bonito, mais caro que a cerâmica, mas que está ficando mais acessível à medida que se populariza. É fácil instalar, principalmente porque suas peças são grandes – a partir de 45 cm x 45 cm – e as juntas são pequenas, evitando acúmulo de sujeira.


Desvantagem: As peças maiores, com mais de um metro de comprimento, devem ser manuseadas com muito cuidado, porque o prejuízo é maior se quebrarem. Além disso, essas peças costumam ser mais caras. Não há grande variedade de cores – tonalidades de marrom, branco e preto.


Vantagens: Ele é feito de uma massa única, que se desgasta por igual – sem descascar, como pode acontecer com a cerâmica – e tem baixa absorção de água, sendo difícil manchá-lo. É indicado para pisos internos e externos das casas, e até mesmo para o revestimento de paredes. O acabamento pode ser liso e brilhante, fosco/acetinado e irregular, em sua forma natural, com ou sem esmalte. Tem efeitos pontilhados, imitando pedras, madeira, jeans e até

fibra natural, para dar um ar mais rústico ao cômodo. (Foto Internet)


CIMENTO QUEIMADO

O cimento queimado pode ser colorido ou cinza e fica bonito em todos os ambientes da casa É o piso preferido dos que ousam na arquitetura e decoração de casa. Oferece um acabamento mais rústico, mas deve ser feito com mão-de-obra especializada para diminuir o risco de trincar no futuro – o que invariavelmente acontece. Algumas empresas oferecem uma massa pronta com várias opções de cores. Normalmente mais caro, esse material não deixa juntas, ou seja, o piso fica homogêneo. O acabamento pode ser fosco ou brilhante e é possível fazer uma composição com ladrilhos hidráulicos.


Desvantagem: Com o tempo, aparecem trincas e pode manchar. Como a mão-de-obra tem que ser especializada, costuma ser caro para ser aplicado porque demanda tempo (mais de uma semana para estar completamente pronto). Além disso, o contrapiso tem de estar lisinho e limpo – o que também encarece o preço.


Vantagem: É indicado para qualquer lugar da casa, mas nas áreas externas pode escorregar,. Como pode receber ladrilho hidráulico e tem várias cores disponíveis, é possível personalizar o ambiente. (Foto Internet)


PISO LAMINADO

São placas muito finas (8 mm) revestidas de fórmica que recebem a impressão de texturas e cores de madeira. Elas são colocadas sobre mantas de polietileno, que protegem da umidade e funcionam como isolante acústico. Não são muito resistentes, principalmente à umidade ou água. Se desgastadas, devem ser trocadas porque não há como restaurá-las.


Desvantagem: O barulho ao andar com sapatos de salto pode incomodar. Tem durabilidade menor que a madeira, pode riscar com facilidade e a aparência não costuma ser muito natural. Não pode ser instalado perto de áreas molhadas.


Vantagem: Pode ser colocado sobre pisos já existentes, desde que estejam nivelados, e a instalação é rápida. É muito mais barato que pisos de madeira e possui várias padronagens e cores. (Foto Internet)


LADRILHO HIDRÁULICO

São fabricados artesanalmente, por isso podem ganhar a cor, formato e tamanho que o cliente desejar. A mão-de-obra de colocação precisa ser especializada porque os ladrilhos podem apresentar imperfeições nas arestas, dificultando o assentamento. Outro cuidado é não molhar as peças enquanto forem assentadas porque mancha. Depois de assentados, os ladrilhos têm de ser impermeabilizados com resina. Costuma-se passar cera para dar brilho, mas não é obrigatório.


Desvantagens: Quanto mais personalizado, mais caro o ladrilho. Além disso, a mão-de-obra tem que ser cuidadosa. Como é feito artesanalmente, pode haver variação de cor de uma fornada para outra.


Vantagens: A possibilidade de criar formas e desenhos variados no piso torna o ladrilho um revestimento que permite resultados diversos: clássico, rústico, retrô, contemporâneo. Pode ser colocado em ambientes internos, como salas ou cozinhas, e externos, em que se usa um tipo antiderrapante, o ladrilho gretado. (Foto Internet)


MÁRMORE OU GRANITO

É um revestimento caro e muito elegante. Quase não se vê a junta entre uma peça e outra. O granito é mais resistente que o mármore, por isso pode ser usado na cozinha, onde há mais possibilidade de cair coisas no chão. O mesmo vale para quem deseja usar pedra na bancada ou pia da cozinha. Quando colocados no piso, indica-se impermeabilizar. Mesmo com a diferença de resistência, duram a vida inteira, se impermeabilizados e limpos sem produtos abrasivos.


Desvantagens: Obviamente, o preço. E, como são pedras, podem ajudar a gelar o interior da casa, principalmente em regiões frias. O mármore é muito frágil e poroso, pode lascar facilmente e manchar com gordura, vinho e até mesmo água. As pedras podem apresentar diferença de cor e desenho.


Vantagens: Granito e mármore podem ser usados tanto dentro quanto fora de casa. Dentro, normalmente são lisos e impermeabilizados com produtos especiais, para evitar manchas. No ambiente externo, prefira os mármores sem polimento, mais rústicos, que não escorregam. Tem uma grande variedade de cores e preços – quanto mais manchado, mais barato. Algumas pedras têm colorações incríveis. (Foto Internet)


TACO DE MADEIRA

Antigamente era muito comum nas casas e apartamentos, mas hoje o taco de madeira está beirando a raridade porque o piso frio é bem mais em conta e de manutenção mais simples e barata. No entanto, ele deixa o ambiente bonito, quente no inverno e fresco no verão. Tem alta durabilidade e pode ser restaurado algumas vezes, sem perder a beleza. É um bloco de madeira maciça de vários tamanhos – de 30 cm a 50 cm de comprimento e larguras variáveis colados sobre o contrapiso. Se você comprou ou alugou um imóvel com taco mal conservado, empresas especializadas fazem a raspagem e passam produtos que lhe devolvem a vitalidade. Antigamente, usava-se sinteco para isso. Hoje, é possível comprar outros produtos com secagem mais rápida e vários acabamentos – brilho, fosco, semi-brilho ou natural. Para limpar, basta usar vassoura e pano úmido. De vez em quando convém passar cera.


Desvantagem: A instalação não é fácil nem rápida. Depois de colocar os tacos, é preciso lixar é aí que mora o problema. O pó liberado é fino e suja tudo. Entra em todas as frestas possíveis. Não pode ser colocado em ambientes úmidos.


Vantagem: Apesar de precisar de manutenção a longo prazo, que é cara, o taco fica novo rapidamente. A variedade de cores e tamanhos também é uma vantagem, por permitir inúmeros desenhos e formatos. Se alguma peça for danificada é possível trocá-la sem mexer nas demais. (Foto Internet)


GRANILITE

É uma massa de cimento com pedaços de pedras, como mármore, calcário ou quartzo, e em vários tamanhos (ou “granulometrias”) diferentes. Por isso, tanto a massa quanto as pedras podem ser coloridas. O granilite possui acabamento liso ou rústico. A versão polida e com resina pode ser aplicada em qualquer lugar, mas normalmente é colocada na cozinha. A mais rústica, sem acabamento, é muito usada em varandas e outras áreas externas porque não escorrega. Tem chance de trincar com o tempo, embora menos que o cimento queimado.


Desvantagem: A maioria das empresas só aplica em áreas grandes, maiores que 80 m², ou cobram um preço mínimo, normalmente salgado, para fazer o trabalho em áreas menores.


Vantagem: Tem várias versões, das mais coloridas às mais discretas. Estas últimas são muito usadas em cozinhas e salas. É fácil limpar e, como tem pedrinhas em sua composição, a sujeira não fica evidente. Se ele estiver gasto ou avariado, é possível restaurar. (Foto Internet)


ASSOALHO DE MADEIRA

São tábuas de madeira maciça com 2 cm de espessura e comprimentos de até 6m, encaixadas uma na outra e parafusadas no contrapiso. Recebe acabamento igual ao do taco: lixa e resina. Mas algumas empresas vendem o assoalho pronto, o que evita o pó da madeira e o cheiro dos produtos impermeabilizantes. Se o piso estiver gasto, pode-se restaurá-lo. Por isso, tem grande durabilidade. Para evitar que a água da rua estrague o assoalho, coloque um capacho ou tapete próximo à porta. A limpeza deve ser feita apenas com vassoura ou aspirador de pó.


Desvantagem: O preço, por ser feito de madeira maciça. Tem madeiras moles e duras. Tome cuidado com as primeiras, como amêndola, que podem marcar só de caminhar com salto agulha. Se em contato com a água, pode manchar e estragar o acabamento.


Vantagem: Dura muito e é resistente, principalmente as madeiras mais duras. Recomenda-se cumaru e ipê. Há grande variedade de cores e promove conforto térmico dentro de casa. (Foto Internet)


CARPETE

O carpete é um material que por muito tempo foi usado no revestimento horizontal das casas. Boa opção para ambientes que devem ter um tratamento acústico mais aprimorado.


Desvantagens: Quando se trata da madeira ou porcelanato, um pano úmido é suficiente para fazer a limpeza. Em contrapartida, o carpete não se mostra tão prático, exigindo aspirador de pó e vassoura apropriada. A hora de limpar se torna ainda mais complicada quando o têxtil apresenta algum tipo de mancha. Ao exagerar na quantidade de água na limpeza, o carpete corre o risco de juntar mofo e, em consequência, espalhar um cheiro ruim no ambiente.


Vantagens: O revestimento se revela a melhor opção para manter o ambiente aquecido devido ao seu forte potencial de concentrar calor. Além de aumentar o conforto térmico durante o Inverno, o carpete contribui com uma atmosfera de aconchego. Eles contribuem com o isolamento acústico, tornam o caminhar mais agradável por causa da superfície macia e também reduzem o impacto de possíveis quedas dentro do cômodo. (Foto Internet)


PISO VINÍLICO

O piso vinílico, também chamado de vinil, garante um acabamento de qualidade para as construções, além do que é uma opção ecologicamente correta. Com relação a instalação tem a opção de cola e click, como é o caso do meu que são réguas instalada no sistema click que na minha opinião (pessoal) são bem melhores. Veja nesse post minha experiência com piso vinilico.


Vantagens: As peças são resistentes, não retém poeira, não mancham e nem absorvem líquidos com facilidade. O vinil é um revestimento antialérgico, com alta durabilidade e que oferece segurança aos moradores da casa, afinal, ele não escorrega. Revestir com piso vinílico é vantajoso porque é fácil de limpar, ou seja, basta usar um pano úmido para remover a sujeira. O piso vinílico é considerado um produto sustentável porque é fabricado com materiais reciclados. O revestimento também tem a capacidade de imitar outros materiais de forma bem convincente, como é o caso da madeira. (Foto Internet)


Desvantagens: Na hora de escolher o acabamento, o consumidor deve evitar as versões com muitas ‘ranhuras’, afinal, elas criam dificuldades durante a limpeza. Quem opta pelo revestimento com piso de vinil precisa tomar cuidado com os objetos e móveis pontiagudos na decoração, pois eles podem cortar a manta e comprometer a aparência do espaço.


REVESTIMENTO 3D

O revestimento 3D como o nome já diz tem as três dimensões: largura, comprimento e profundidade, diferente dos revestimentos cerâmicos e papel de parede que são 2D e tem largura e comprimento. Seu desenho projeta-se para fora da superfície, e isso o torna um revestimento rico em textura visual. Ele é vendido em conjunto de placas. Normalmente  a caixa tem o número de placas correspondente  a 1m2 ( um metro quadrado). As peças criam visuais com volume e movimento e, alguns modelos,  preservam as paredes contra infiltrações e sujeira. Podem ser usados em qualquer ambiente da casa. Como revestimento da parede inteira.


Desvantagens: Possui o custo mais elevado do que outras opções.


Vantagens: Esses revestimentos são uma opção inteligente, criando uma aparência fantástica para quem deseja transformar um ambiente sem reformar e gastar muito, conseguindo uma decoração dinâmica e criativa. Cada revestimento cria uma composição diferente no espaço, gerando um efeito visual com muita personalidade, tornando o lugar único e muito mais bonito. (Foto Projeto Autoral)

Veja aqui minha experiência com piso vinilico


Confira mais informações no vídeo abaixo!


E aí já escolheu seu revestimento? Espero ter ajudado na sua escolha!

Deixa aqui nos comentários!


Abraços e obrigada pela visita!


Você quer decorar seu ambiente com uma visão de Designer de Interiores? Ter a liberdade e independência com um olhar mais profissional para decorar seu ambiente sempre que desejar?


Então conheça o curso Decore Seu Ambiente! Clique no banner abaixo e saiba mais














1.399 visualizações0 comentário